Oi pessoal!

Me desculpem pelo blog estar tão desatualizado, eu sei que algumas pessoas vêm pra cá direcionadas pelo canal do youtube, mas nós estamos passando por uma transferência de endereço do blog, e quanto mais leve estiver, mais simples vai ser para acontecer essa mudança.

Então em breve o blog voltará a funcionar normalmente! Com colaboradores novos, posts diferentes e tudo mais!

Enquanto isso, acesse o canal do EntreLinhas!

Fiquem com Deus e até o blog novo!

Beijos!

IMG_0216

Você já recebeu alguma crítica? Não? Nesse caso, você deve estar na barriga da sua mãe ainda. Porque desde que nascemos não paramos mais de ouvir críticas, não estou dizendo que não vamos ouvir elogios, e sim, eu sei que existem críticas boas e ruins, críticas feitas de forma sensata e de forma estúpida, e vamos conversar sobre os dois lados. Sempre ouvimos pais de recém nascidos dizendo: dorme demais, dorme de menos, chora muito, acorda a noite inteira, mama demais, quase não mama, não gosta de banho, não gosta de sair do banho… E essas críticas só vão evoluindo mais e mais, e quando você cresce vêm críticas pelas suas escolhas, seus pensamentos, suas ações, tudo!

Críticas são ruins, então? Depende de duas coisas: 1- Da forma como foram feitas e 2- De como são recebidas.

Existe uma forma de expressar sua discordância sobre algo sem precisar perder os modos. Você pode sim e deve expressar sua opinião, o país é livre e nós também, mas você não pode invadir o espaço do outro, com palavras desrespeitosas, com atitudes estúpidas, perdendo toda a educação, ofendendo o objeto da crítica, há limites, e isso não quer dizer te privar da sua liberdade, isso quer dizer você não privar o outro da liberdade dele. Está tudo no jeito como se fala e nas palavras que se usa, não é necessário gritar, não é necessário baixar o nível do seu vocabulário, a mensagem será recebida de forma muito mais eficaz se você tiver dito seus pensamentos de forma coerente e educada, com amor, afinal, você não gostaria de ter seu ponto de vista ofendido, e nem a outra pessoa gosta.

O segundo item que mencionei é: como são recebidas. Quando alguém discorda de você, aponta um defeito, não aprova seu trabalho, etc… Você aceita ouvir isso? Você para e analisa o que a pessoa falou? Será que ela não tinha razão? E aqui estamos falando sobre a crítica feita de forma correta, educada, de forma a te ajudar, não ofender. Precisamos aprender a receber as críticas de forma a examinarmos as nossas escolhas, nossas ações, não quer dizer que sempre vamos ter que mudar por causa da crítica A ou B, por vezes é só uma questão de gosto, mas outras vezes é algo que você realmente precisa pensar sobre si mesmo; precisa rever sobre si mesmo.

Não sei como você é com as críticas, mas sei que sempre podemos melhorar! Se for pra criticar, saiba ter modos. Se for pra ser criticado, saiba aprender com as boas críticas.

IMG_8886

Ouvimos falar tanto sobre a graça. Sobre ela nos ser oferecida, sobre ser um presente. A nossa salvação é pela graça, foi paga com o sangue do Cordeiro. Na igreja, com as crianças, estamos fazendo esse ano a “Corrida das Estrelas”, elas ganham estrelas por: fazer a lição que estudamos na última semana, levar a Bíblia, chegar no horário, levar uma visita, comportamento. Mas o tempo vai passando e as crianças faltam, não fazem as atividades devidas, não se comportam, e quando vemos, uma criança está quase na linha de chegada enquanto as outras estão ainda no começo. Então, a diretora do departamento infantil decidiu trabalhar o conceito de graça com as crianças, ela resolveu igualar as estrelas até que todas estivessem no mesmo lugar. Isso quer dizer que algumas crianças ganharam 10 estrelas e outras 90, enquanto umas duas não ganharam nenhuma.

Pense sobre o nosso padrão de justiça. Agora eu te pergunto: isso é justo? É justo dar tantas estrelas para uma criança que não cumpriu seus deveres o ano todo e não dar nenhuma para aquela que fez absolutamente tudo? Não, não é justo. Mas é aqui que mora a questão, a graça não é justa, ela não foi feita pra ser. É graça, é uma demonstração espontânea de amor. O ladrão que se arrependeu na hora de sua morte, ao lado de Cristo, ele não pode viver uma vida com Cristo, mas teve sua salvação. Essa é a graça, ela é linda, amorosa, mas não justa.

Conhece aquele versículo? “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”. Você acha mesmo justo que Jesus tenha sido enviado, Jesus que era puro e santo, Jesus que não pecou, Jesus que dedicou sua vida à servir, acha justo que logo Ele tenha sofrido tanto e morrido por mim e por você? Por nós que mentimos, que caímos em tentação por tão pouco, que julgamos, que pensamos coisas horríveis, que somos uma máquina inesgotável do pecado? Eu deveria ter morrido, não Ele. Mas a graça não é justa.

A graça é amor. “Deus amou o mundo de tal maneira…”, Ele nos amou de uma forma indescritível, de uma forma imensurável, de forma que O levou a permitir o sacrifício do próprio Filho para que nós pudéssemos viver. Essa mostra tão grande de amor, deve nos inspirar a perdoar, a distribuir graça por aí, não porque é justo, mas porque é certo, porque salva, porque resgata, porque regenera.

Esse amor foi doado à mim e à você; nosso único papel nessa história é aceitar esse amor, e levar quantos pudermos a conhece-lo também. Pode não ser justo, mas a graça é assim.

IMG_8863

Já notou como os nomes são importantes? Se as pessoas não tivessem nomes, teríamos uma grande dificuldade de comunicação. Mas, na verdade, quero falar sobre uma característica específica do nome, que é a capacidade de cativar. Tudo o que colocamos nomes se torna um objeto de possível cativação (pessoas, animais, coisas, brinquedos, agentes, cobaias…).

Assistindo ao Jurassic World, o filme do parque dos dinossauros que saiu recentemente, a gente pode notar isso, a diferença de relacionamento homem-animal, entre quem trata os dinossauros como itens e quem os trata como seres viventes. O relacionamento muda, os sentimentos mudam, a forma de tratamento muda.

Sabe quando vemos uma notícia no jornal sobre 1, 2, 3… 10 e por-aí-vai vítimas? Ficamos tristes, mas não nos envolvemos. Porém quando essa vítima ganha um nome, uma idade, uma história, sonhos, bem… Daí nós choramos e abraçamos sua causa.

Preciso então te contar uma coisa: eu e você não somos números e nem itens, eu e você ganhamos nomes, e nos chamam por ele desde que nascemos.

Mas algumas coisas na vida nos fazem esquecer disso, nos fazem menor, nos reduzem a números, dentro de uma sala, de uma cidade, de um sistema, de habitantes, por vezes mesmo dentro de uma família… Você fica esquecido, largado, abandonado, quem você é? Pouco importa… A melhor pergunta seria: o que você é? É nessa levada que nossa essência vai sendo perdida, a depressão se instala infectando toda nossa vida, e de repente você não é mais nada…

Mas ainda que mais ninguém lembre do seu nome, ainda que mais ninguém queira ter uma relação de criar laços, ainda que você não passe de um número para o resto do mundo, há alguém que nunca esquecerá de você, do seu nome, da sua essência. Há alguém que saberá responder à sua pergunta “quem sou eu?”, há um ser que te deu o nome, que sonhou com você, que formou você até o último fio de cabelo… Deus! Deus sempre chamará você pelo nome, Ele sempre estará disposto à uma relação íntima com você, Ele sempre estará disponível para criar laços. Deus nunca esquece o nosso nome. Não esqueça você também, ainda que tudo pareça esquecido, você não foi!

IMG_2262

Andando de carro com a minha mãe, num dia nublado, nessa época do ano quando tem muitas folhas caindo e por consequência o canteiro da rua fica cheio delas, tinha um ônibus na nossa frente, o ônibus andava a uma velocidade razoável, velocidade que fazia todas as folhas saírem do lugar, e passearem pela grama no canteiro e pelo meio da rua, mas elas não simplesmente passeavam, mas sim davam a impressão de que dançavam e saltitavam. E na minha cabeça eu cantava para as folhas terem um ritmo para aquela dança. Isso deve ter durado não mais que 5 minutos, mas na minha mente durou bem mais.

Talvez você tenha lido esse parágrafo e pensado como isso é uma bobagem, e bom… Talvez até seja mesmo!

Sou muito apegada a detalhes, sou apegada a pequenas coisas. Desde pequena, meus pais nos param pra ver uma árvore colorida, um passarinho cantando, uma nuvem diferente, um céu muito azul, coisas da natureza, coisas pequenas do dia, coisas fantásticas do nosso Criador, pra que assim possamos apreciar a beleza mesmo nos detalhes, pra que a vida não passe numa correria sem sentido. Então, a gente aprendeu a apreciar! É por isso que as folhas que dançavam com a melodia na minha mente foram tão especiais naquele dia!

Será que paramos pra pensar em todos os detalhes que perdemos na nossa vida? Em todas as belezas que deixamos escapar? Será que não temos andado tão ocupados com o trabalho, com a vida, com o celular, com o facebook com o whatsapp, com tantas outras bobagens, que estamos deixando as belezas da vida passarem bem na nossa frente sem nem darmos a mínima atenção? Será que não somos mais mau humorados, mais pessimistas, mais ranzinzas, mais chatos, mais intolerantes exatamente porque deixamos o colorido da vida se perder? Pense sobre as coisas que você tem focado, vamos pensar juntos! E agora, quando terminar o texto, saia do computador e vá ver alguma beleza no seu dia! Se não resolver nada, pelo menos você garantiu um sorriso, e isso pode não parecer, mas melhora muita coisa!

Judicial regulation Alternative dispute resolution Alternative Dispute Resolution (ADR) is definitely an option that is becoming a growing number of common that allows people to solve their disputes out-side of the court in an extensive and cooperative approach. ADR is definitely an approach that’s less stressful swift, and cheaper. ADR procedures consult with various motion which will help their conflicts are resolved by functions. The ADR functions include mediation, arbitration, neutral examination, and collaborative regulation (T ; T, 1997).

_MG_0555

Quem não gosta de ouvir palavras doces? Quem não gosta que alguém diga como você está bonita, como seu sorriso é lindo, como seus olhos brilham, como você faz isso ou aquilo bem, como você é especial, enfim, as vezes são apenas duas ou três palavras, são detalhes que fazem diferenças enormes.

Esses pequenos combustíveis de amor são exatamente isso, combustível, alimento, é o que mantém o amor vivo e funcionando. Claro, o amor é muito, muito mais do que palavras doces, no entanto, não se engane, o amor está repleto de detalhes, por isso é tão importante se atentar à esse tipo de coisa.

Voltando às palavras doces. As vezes uma palavra pode mudar seu dia, seu humor, pequenas palavras de bondade ou cortesia não machucam, não são difíceis de doar, são simples gestos que podemos fazer pelos outros e que gostamos que os outros façam por nós.

É verdade que nem tudo na vida a gente gosta de ouvir, e muita coisa a gente acaba ouvindo mesmo não querendo, não precisando e não merecendo. Por isso que essas palavras doces que surgem como colírios no nosso dia, se tornam tão especiais; essas pequenas coisas fazem com que a mente pareça mais sã, o céu mais azul, a vida mais correta.

O melhor disso tudo, não é a palavra em si, não é o que a pessoa disse, mas está no fato de que foi honesto, sincero, de coração, ela disse porque quis, porque sente aquilo de verdade, foi dito porque precisava ser dito, foi dito porque era verdade! E no resultado disso, ganhamos sorrisos e doamos sorrisos, e há melhor presente na correria da vida do que sorrisos repletos de gratidão e sinceridade? Sorrisos são dádivas, e não são difíceis de dar e nem de conseguir. Pode parecer difícil soltar mais palavras doces por aí, mas é tudo uma questão de prática. Então, fica aqui o conselho mais importante, pratique!

Writing essay that is persuasive class This primary that is popular. Listed below are Click-Here prepared to convince others to assist you learn and much more relevant pursuit of newsboy cap. How engaging writing assessed at the least 500 to show engaging essay. Rotondos research courses engaged in need of topic phrases how exactly to encourage others to 5th quality 50 smart grades 3-8. 3Rd grade common core. Fourth grade entry article with a modest third-grade reading worksheets. The writing becomes an admission qld 6th, 2009.